RSS

Sobre O Alienista

Olá Pessoal!

É muito comum eu me sentir angustiado com alguns temas que pautam a vida social e  por sentir a falta de espaços que possam disseminar tais angústias,  acabo guardando-as comigo (o que os médicos diriam  não fazer bem à minha saúde. rs.).

Alguns colegas podem dizer: “vivemos num país onde há liberdade de expressão e de imprensa, portanto, você pode se valer dos jornais e das outras mídias que existem na sociedade que, aliás, quase sempre são concessões públicas”.

Pois é! já fiz isso algumas vezes, mas nem sempre o tempo que gastei redigindo textos e adaptando-os ao número de caracteres exigidos pelos jornais valeu a pena. Em outras palavras, não podemos nos esquecer que a liberdade de expressão e de imprensa nesse país é restrita a 4 ou 5 famílias em âmbito nacional e no âmbito local a um ou dois políticos que quando não são proprietários ao menos exercem o controle desses meios. Em função disso, claro, meus textos nos jornais só são publicados quando é de interesse dessas nobres famílias.

O nome “O Alienista” é uma singela homenagem a Machado de Assis por sua obra que leva o mesmo título. Desde que li a obra, ainda na pré-adolescência, me identifiquei deveras com o personagem principal, o médico Simão Bacamarte.

Para os que não leram a obra, Simão era um psiquiatra que recolhia em seu manicômio todos os indivíduos que não pensavam como ele. Lógico que isso não era feito indiscriminamente, pelo contrário, o nobre médico sofria grandes pesares ao fazê-lo, sendo que toda ação era resultado da aplicação dos mais rigorosos métodos científicos. Acontece que chega a um ponto (e esse é o ponto em que me encontro desde que li a obra) em que Simão Bacamarte, percebendo que todos eram diferentes dele e – reforçando – por ser extremamente criterioso na abservação do método científico, acaba não tendo dúvidas: “se todos são diferentes de mim, se todos pensam diferente de mim, não há outra alternativa senão abrir as portas do manicômio, libertar toda a população de internos e enfurnar-se em uma das celas por tempo indeterminado”.

Até agora estive preso na cela dos meus pensamentos, no entanto resolvi me libertar e expor minhas elucubrações neste espaço.

No mais, o blog pretende ser um espaço onde me proponho a lutar contra a minha auto-indisciplina  e postar regularmente textos que contenham assuntos que dizem respeito à questões sociais candentes, as quais não tenho a oportunidade de tratar nem em sala de aula em função do “currículo”, nem com os amigos por não termos a oportunidade de estarmos o suficiente com cada um deles.

Finalmente, o blog é comemorativo ao espaço que a Internet, essa ferramenta poderosa nos proporciona (por enquanto???) para poder nos expressar. Tomaremos sempre muito cuidado com a censura que, claro,  não existe e não pode ser aplicada ao PIG (Partido da Imprensa Golpista), mas que certamente existe e é indubitavelmente aplicada em favor dele.

Os colegas e as colegas que tiverem a paciência de ler, por favor, fiquem à vontade para deixar suas opiniões nos comentários que deverão ser lidos por mim e certamente serão objeto de minhas reflexões.

Abraço a todas e a todos e sejam bem vindas e bem vindos a esse espaço!

P.S. Os que tiverem interesse em receber em seus e-mails as atualizações do blog, por favor, comente em alguns dos posts e solicite receber as atualizações de blogs em seus e-mails.

Abraços!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: